segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Decorando o quarto do bebê - Faça você mesma





Quando descobri que o bebê que estava esperando era uma menina a primeira coisa que comecei a  pensar foi na decoração do quarto. Claro que queria algo que eu mesma conseguisse fazer com muito carinho. 
Escolhi o tema de passarinhos e logo já imaginei  as casinhas e passarinhos pendurados pela parede do quarto.  Já tinha visto umas casinhas em lojas de decoração mas achei muito caro! Então resolvi fazer uma versão DIY cheio de açúcar e afeto.  o material todo foi comprado em casas de artesanato que vendem objetos em MDF. Pintei tudo de branco (três demãos) e nas casinhas colei tecidos nos telhados e preguei botões em forma de passarinho. 
lá também podem ser comprados as bandejas e os potes para algodão e cotonetes. 


 






sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Relicário - Memórias de um momento marcante

 



Minha lista de projetos para a casa é imensa, na verdade poucos projetos são grandes e necessitam da interferência de terceiros a maioria são projetinhos que precisam apenas que eu coloque a mão na massa. O problema é  justamente este, desde que a minha pequena nasceu, dificilmente abro mão de ficar com ela para me dedicar às minhas "brincadeirinhas". Minha cabeça fica a mil por hora, pensando e inventando coisas que podem ser feitas para deixar a casa mais com a minha cara.  
Este relicário era para ter sido feito há muito tempo já que o casório aconteceu em outubro de 2011. Mas depois do casamento veio a gravidez, a mudança de casa e tantas outras coisas... Mas é muito bom quando algo que estava na caixola há tempos ganha forma e se materializa, rsrs. 
Sou apegada a recordações, objetos de valor sentimental, tudo o que lembra algum momento que julgamos importantes.  Saudosista  como sou não poderia ficar sem um relicário em minha parede. 
O momento escolhido foi o meu casamento, juntei todas as lembrancinhas que guardei e preguei em uma tampa de uma caixa de madeira que ganhei. 
Adorei o resultado, vejam só: 

Na parte de cima tem o convite do casamento feito em papel artesanal e lacrado com ráfia, canela e florsinhas secas; o livrinho de cordel com nossa história que já falei aqui; cartõezinhos que estavam anexos às lembrancinhas; 


Na parte de baixo os noivinhos do bolo que já mostrei aqui; o lenço dos namorados e o estandarte de Santo Antônio que foram entregues às moças que postei aqui e aqui.

 

Foi parar na minha parede recheada de lembranças e referências. 

 




segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Lapinha da Serra - Simplicidade e paz


 

Aproveitando esta última semana de licença maternidade (dá até medo de pensa nisso...) e as férias do maridón, pegamos a filhota e fomos para um lugarejo distante uns 130 km aqui de Pedro Leopoldo, pertinho da Serra do cipó. Estou falando de Lapinha da Serra, um pequeno povoado que deve ter uns 300 habitantes e é cercado por uma linda serra e por cachoeiras. É um lugar muuuito simples, rocinha mesmo, tudo que eu queria para minha vida! Muita natureza, um pessoal simples e muita gente que vem de outras cidades, se apaixona com o local e fixa moradia por lá mesmo. Tem pousadas? Tem, Vimos apenas uma e com preço bem salgado. Tem restaurante? Vimos placa de uns cinco mas apenas dois estavam abertos nos quatro dias que ficamos por lá. Comidinha caseira, você vai ao fogão e se serve. Tem barzinhos? Que eu vi foi só um e mesmo assim estava fechado,kkkkk. Como é que faz então? O esquema do lugar é alugar casas, os moradores da cidade possuem muitas casas para alugar, casinhas simples, mas confortáveis e limpas, todas mobiliadas, há também casas mais luxuosas geralmente de proprietários de BH, com preços mais elevados mas nada inacessível. Assim, vocë e sua turma, família ou companheiro compram as comidinhas, bebidinhas e se divertem em casa mesmo. 
Tem um lugar muito gostoso chamado Café Bambu, com uma ornamentação bem natureba e lanchinhos gostosos (atenção especial para o suco de graviola!). 
No mais é só colocar sua rasteirinha no pé, conversar com todo mundo e curtir a natureza. 
Uma dica: mesmo que vá no verão, leve agasalhos, cheguei a conclusão de que lá são fabricados todos os ventos que existem no mundo! Daqueles que uivam a noite toda!  








 













O vilarejo estava muito florido! Todos os moradores parecem ter um cuidado especial com as suas casas, muitas com jardins simples mas bastante floridos. O clima do lugar também deve ajudar bastante, muito sol porém com temperaturas agradáveis.
















Estas fotos são do tal do Café Bambu. Muitas plantas suculentas que me inspiraram a fazer um pequeno jardim aqui em casa.